Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

1.898 em 28/05/2020

Preso traficante que financiava ataques a bancos no Ceará e ordenou atentados contra a Polícia em Fortaleza

Oião 001

Francisco Miguel Sales da Silva, o "Miguel Oião"

A Polícia Civil afirma ter capturado em Fortaleza um dos maiores traficantes que atuavam no estado do Ceará. O acusado também está sendo apontado como mandante dos ataques a unidades policiais ocorridos no mês passado, quando uma viatura foi incendiada e tiros disparados contra um quartel da PM. O bandido usava dinheiro arrecadado no tráfico para financiar ataques a bancos no Interior.

A prisão de Francisco Miguel Sales da Silva, o “Miguel Oião”, foi realizada por equipes de inspetores  da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), sob o comando do delegado titular daquela Especializada, Raphael  Vilarinho.  Ele foi abordado pelo  inspetores e na sua casa, no bairro Maraponga, a Polícia diz ter encontrado um verdadeiro “escritório” do tráfico de entorpecentes. Também foram recolhidas armas de fogo e munição.

Conforme o delegado, a prisão de “Oião” pode possibilitar o esclarecimento de vários ataques a bancos ocorridos no Interior do Ceará nos últimos meses.  Pois, conforme o delegado, o suspeito conseguia traficar cerca de 200 quilos de cocaína em Fortaleza todos os meses. E parte do dinheiro era utilizada na logística de ataques a bancos por quadrilhas composta por bandidos cearenses e de outros estados, entre eles, São Paulo.

Comparsas

“Resolvemos abordá-lo pois havíamos recebido a informação de que ele iria financiar um ataque a banco que iria acontecer nas próximas horas no Interior, inclusive com a participação de bandidos de São Paulo”, reforçou Vilarinho.

Agora, o trabalho da Polícia será identificar e prender comparsas do bandido, bem como, indiciá-lo em inquéritos na própria DRF, por envolvimento nos ataques a bancos;  e também na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), relativo ao comércio de drogas. 

Atentados

Por determinação do traficante, seus comparsas teriam incendiado uma viatura da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), que estava estacionada no pátio do 8º DP (Conjunto José Walter). Em seguida, noutro episódio, foram disparados tiros contra o quartel da 1ª Companhia do 6º BPM (Maraponga). 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar