Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

2.157 em 19/06/2020

Bandidos praticam "arrastões" em hospital e escola infantil na Região Metropolitana de Fortaleza

Hospital em Maracanaú

Policiais foram ao hospital em Maracanaú, mas os bandidos já haviam fugido

Uma escola de ensino infantil e um hospital foram “alvos” de arrastões ocorridos nas últimas 24 horas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), como conseqüência da falta de policiamento nas ruas causada pela greve na PM. Estabelecimentos comercias como postos de combustíveis, lojas de alimentação e mercadinhos também foram atacados por criminosos armados, deixando várias pessoas reféns.

Na noite desta quinta-feira, um grupo armado invadiu um hospital na cidade de Maracanaú e praticou um “arrastão” contra pacientes, seus acompanhantes e funcionários da unidade de Saúde. De acordo com as vítimas, era cerca de oito homens, alguns usando boné e outros de “cara limpa” atacaram quem encontraram no local, roubando objetos pessoais.

Quando viaturas da Polícia Civil e da PM chegaram ao local, os criminosos já haviam fugido. Diligências foram feitas na região, mas os bandidos não foram encontrados.

Crianças reféns

Na manhã desta sexta-feira (28), o “alvo” dos criminosos foi uma escola de ensino particular e infantil, localizada no Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia. De acordo com testemunhas e vítimas do ataque, os bandidos chegaram ao local no momento em que os pais deixavam as crianças para o início das aulas.

Com armas nas mãos, eles renderam os alunos, os pais, acompanhantes e os funcionários da escola. Todos foram ameaçados e obrigados a entregar bolsas, carteiras, celulares e outros objetos. Os ladrões roubaram até as lancheiras das crianças com os alimentos e fugiram do local disparando tiros para o alto para amedrontar os reféns e impedir que alguém reagisse.

A Polícia foi ao local, mas não conseguiu, ainda, identificar e localizar os criminosos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar