Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

0465 em 21/2/2020

Latrocínio: Polícia procura mais três envolvidos no assassinato de idosa em Caucaia

Icaraí 1 Icaraí 2 Icaraí 3

Carlos André e a cuidadora Bismel dos Santos tramaram o crime e mataram Maria Nísia Teixeira

A Polícia já identificou e procura outras três pessoas suspeitas de envolvimento no crime de latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido na tarde desta sexta-feira (24), na Praia do Icaraí, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde uma idosa de 82 anos, aposentada, foi assassinada. O crime já está elucidado com a prisão dos principais envolvidos, uma mulher que trabalhava como cuidadora da idosa e um homem que seria amante da acusada. Os dois foram autuados em flagrante.

Segundo a Polícia, a cuidadora, identificada como Bismel dos Santos, 52 anos, e seu amante, Carlos André Sampaio dos Santos, 31, entraram na residência da aposentada Maria Nísia Teixeira de Freitas, 82, que morava com o esposo, portador de Alzheimer, na Praia do Icaraí. A casa fica localizada na Rua Rubi, 140. A anciã foi covardemente morta a pauladas. Após o crime, Carlos André fugiu com a amante no carro da idosa, mas o casal foi preso logo em seguida.

Conforme a Polícia Militar, após a descoberta do crime, patrulhas do 12º Batalhão da PM foram acionadas via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), e passaram a procurar o carro com os suspeitos. O monitoramento flagrou o automóvel em fuga e teve início uma perseguição policial.

Chegando na Avenida Coronel Carvalho, na Barra do Ceará, o suspeito acabou tombando o carro e colidindo com outros dois veículos. A PM fez o cerco e conseguiu capturar o criminoso, que confessou o crime e a participação da cuidadora.

Outros

De acordo com o delegado Elzo Moreira, do 22º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, cinco pessoas estão envolvidas no crime. Conforme Moreira, quatro delas invadiram a residência do casal para roubar documentos de casas que a idosa tinha com o marido dela para, consequentemente, passar para os nomes deles.

Na casa da cuidadora, a Polícia apreendeu um HD que foi retirado das câmeras de segurança da residência da vítima por Carlos André. Segundo o delegado, a cuidadora pediu que o amante retirasse o HD para que o crime não fosse registrado. "Há uns 30 dias, ela orientou o namorado que tirasse o HD das câmeras para não ficar nada registrado. Localizamos o aparelho na casa dela (cuidadora)", conta Moreira.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar