Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

1.947 em 2/06/2020

Polícia encontra no Piauí carro usado por pistoleiros que assassinaram prefeito no Ceará

Granjeiro carro 5

O veículo foi filmado quando saía do local do assassinato, em dezembro último 

André Costa 200

Secretário da Segurança Pública, André Costa, prometeu para "breve" informações do caso

Uma operação conjunta das polícias Civis do Ceará e do Piauí resultou, na manhã desta sexta-feira (17), na localização e apreensão do veículo utilizado na fuga dos pistoleiros que assassinaram o prefeito do Município de Granjeiro (a 478Km de Fortaleza), João Gregório Neto, 52 anos, o “João do Povo”. Um suspeito foi detido ao receber os policiais a tiros. A Polícia afunila as investigações e já tem provas da autoria do crime, com a identificação dos mandantes e do executor.

Agora há pouco, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado federal André Costa, postou em sua página nas redes sociais uma mensagem informando que “em breve” serão detalhadas as investigações que culminaram no desdobramento da operação realizada nesta sexta-feira no Piauí. A Polícia segue o rastro do pistoleiro que matou o prefeito. Ele já foi identificado, indiciado no inquérito e, a pedido da Polícia, a Justiça decretou a sua prisão preventiva há uma semana. O assassino teria fugido do Ceará em direção ao estado de Pernambuco e, de lá, seguido para o Piauí.

O veículo apreendido hoje no Piauí havia sido filmado logo após o crime, ocorrido na manhã do dia 24 de dezembro, na cidade de Granjeiro, ocasião em que o prefeito “João do Povo” fazia sua atividade física diária (caminhada) nas proximidades de casa. O gestor foi atacado pelas costas, recebendo vários tiros à queima-roupa, morrendo no local.

Tornozeleira

Este foi o segundo veículo apreendido desde o começo das investigações. Na semana passada, durante uma operação para o cumprimento de mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão, em Granjeiro, a Polícia Civil localizou uma caminhonete modelo S-10, cinza, com placas de Maranguape, estacionada na porta da casa do ex-prefeito do Município e um dos suspeitos de envolvimento no crime, Vicente Tomé. Ele é paio de Ticiano Tomé, que era o vice de “João do Povo” e assumiu o cargo três dias após o assassinato do titular.

A caminhonete apreendida teria também sido vista saindo do local do crime, com pessoas que teriam dado apoio aos pistoleiros no segundo carro.

Vicente Tomé nega envolvimento no crime, mas para a Polícia as pistas são contundentes sobre a sua suposta participação na trama do crime, tanto que as autoridades pediram à Justiça a decretação da sua prisão preventiva. O pedido, porém, foi negado. Ao invés da preventiva, a Justiça ordenou que Vicente Tomé fosse submetido a uma medida cautelar, com o uso de uma tornozeleira eletrônica. O equipamento foi colocado no ex-prefeito no começo desta semana, no Fórum da cidade de Juazeiro do Norte.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar